América Paoliello Marques

América Paoliello Marques desen­car­nou em 1995, dei­xan­do um acer­vo extraor­di­ná­rio de orien­ta­ções e tra­ba­lhos mediú­ni­cos e cien­tí­fi­cos.
Como ­médium de alta sen­si­bi­li­da­de, ins­pi­ra­da por enti­da­des de Alta Hierarquia Espiritual, fun­dou um tra­ba­lho espí­ri­ta de cunho uni­ver­sa­lis­ta unin­do o mentalismo oriental, o Evangelho de Jesus, o espiritismo de Allan Kardec e a psicologia.
Foi pio­nei­ra nos tra­ba­lhos de recordação do passado (anos 50). Sua pos­tu­ra cora­jo­sa de pes­qui­sa­do­ra, bus­can­do unir ciência e espiritualidade  den­tro da visão não sepa­ra­ti­vis­ta esti­mu­la­da por Ramatís, gerou uma tese de dou­to­ra­do apro­va­da em 1982 nos Estados Unidos, pro­pon­do uma psicologia abissal ali­cer­ça­da em mais de 40 anos de vivên­cia espi­ri­tual. A qua­li­da­de de seu tra­ba­lho cha­mou aten­ção de auto­ri­da­des mun­diais da área de parapsicologia e estudos da consciência.

Clique aqui para ver os livros de América Paoliello Marques





Era uma vez um espírita

Paz e Amor, Bicho!