Valentin Tournier

Valentin Tournier, nascido em 1821, foi conselheiro municipal e presidente do Tribunal de Carcassonne, na França, além de presidente da Sociedade de Fundos das Escolas Laicas e oficial de Academia. Trabalhou ainda como jornalista, tendo sido redator e diretor dos jornais Republicain e Fraternité de l’Aude. Foi um ardente republicano, que o golpe de Estado de 1851 manteve exilado durante alguns anos na Itália.
Era um lógico cerrado e um mestre escritor que, desde 1858, não cessou de pôr sua pena e sua erudição a serviço do Espiritismo. Foi um dos mais militantes e dos mais convictos, ao mesmo tempo em que um zeloso e eloquente defensor da causa espírita. Segundo o biógrafo Gaston Luce, bem depois do sucesso deste livro, “podia-se ver Léon Denis passeando pelas alamedas frondosas e conduzindo seu velho amigo e vizinho espiritualista, Valentin Tournier, que estava cego. Este se havia fixado em Tours, para estar mais perto do valoroso propagandista da Doutrina que ele próprio servia, pela pena, não sem talento. Ambos conversavam familiarmente de política, sobretudo de filosofia”.
Tournier faleceu em Tours, em 15 de setembro de 1898, com a idade de 77 anos. Sobre seu túmulo, Léon Denis pronunciou uma alocução pela qual rendeu homenagem à memória do homem que foi um sábio, um pensador, um escritor estimado, cuja vida foi consagrada ao estudo dos mais altos problemas da vida social e do destino.

Clique aqui para ver os livros de Valentin Tournier





Livros em destaque


Comprar - R$25,00

Era uma vez um espírita

Paz e Amor, Bicho!