Bases Neurofisiológicas das Experiências Místicas

Título: Bases Neurofisiológicas das Experiências Místicas
Autor: Carlos Alberto Tinoco
Coautor: Sem coautor
Formato: 14x21cm
Páginas: 186
Categoria:
Capa: 4 cores (Laminação fosca)
Acabamento: Cola PUR
ISBN: 9788576183815
Edição: 2ª edição
Lançamento: Janeiro de 2017
Preço: R$ 35,00


Quero comprar este livro.

Sinopse: O que significa ter uma experiência mística? Será que existe uma base neurofisiológica para que este fenômeno ocorra? Quando a metodologia da Neurociência foi aplicada na pesquisa sobre experiências espirituais, criou-se o termo neuroteologia, que estuda exatamente a transcendentalidade do êxtase vivido por místicos, religiosos e pessoas comuns. Nesta obra, o pesquisador Carlos Alberto Tinoco relata os esforços empreendidos por neurocientistas pioneiros para explicar os eventos obtidos a partir dessas experiências, os quais podem vir acompanhados de efeitos físicos, como curas paranormais, levitação de objetos, e outros fenômenos contrários às leis físicas, a exemplo das visões, audições, toques e odores paranormais. Testes com o tomógrafo por emissão de fótons, realizados por um desses pesquisadores, revelaram uma alteração no córtex cerebral esquerdo, em pacientes em estado de êxtase. Outros testes com freiras em estado de elevada oração mostraram resultados semelhantes, acreditando-se que esses resultados são válidos para qualquer tipo de transe místico. Em outras palavras: quando se passa por experiências místicas, a neuroquímica cerebral dos pacientes fica alterada. Tinoco realizou suas próprias experiências em universidades brasileiras, e a partir da construção de um capacete especial com campos magnéticos (conhecido na área por “capacete de Deus”), fez testes com 28 voluntários para observar e analisar a ocorrência desses fenômenos. Discorrendo sobre o cérebro humano e as evidências científicas de algumas de suas funções transcendentais, o autor faz desta obra um objeto instigante de estudo e aprendizado.


Conheça mais sobre esta obra clicando aqui.

Compartilhe:

  

Você também poderá gostar de:

         


Era uma vez um espírita

Paz e Amor, Bicho!