Zanoni

Título: Zanoni
Autor: Edward Bulwer-Lytton
Coautor: Sem coautor
Formato: 14x21cm
Páginas: 484
Categoria:
Capa: 4 cores (Laminação fosca)
Acabamento: Cola PUR
ISBN: 97885761784188
Edição:
Lançamento: Outubro de 2017
Preço: R$ 45,00


Quero comprar este livro.

Sinopse: Zanoni é o romance ocultista mais famoso do escritor inglês Edward Bulwer-Lytton. Ainda na juventude, movido por um desejo de saber mais a respeito da Ordem Rosacruz, o autor sai em busca desse conhecimento e acaba chegando às suas mãos um manuscrito em uma linguagem críptica quase ininteligível, bem como a chave para decifrá-lo. O que ele encontra nesses escritos é a impressionante história de um mago que alcança a imortalidade ainda na juventude, obtendo-a por meio do Elixir da Vida. De beleza extraordinária, vasto conhecimento e enorme compaixão pela raça humana, Zanoni transita pelo mundo agregando ainda mais sabedoria e ajudando as pessoas como pode. Até que conhece Viola Pisani, uma cantora de ópera de Nápoles, e se apaixona por ela. Sabendo que se trata de um amor impossível, apesar de correspondido, decide abrir mão de sua amada para Glyndon, um inglês que também a corteja. Mas, irresoluto e apegado às convenções, esse rapaz desiste da conquista para buscar conhecimentos ocultistas. Zanoni está sempre ligado a Viola, salvando-a todas as vezes em que ela corre perigo, e acaba por desposar a jovem, apesar de alertado sobre as consequências de tal relacionamento. Esse mergulho no amor e na vida mundana faz com que o mago perca seus poderes espirituais e acabe entregando-se à morte.
Envolvente, profundo e apaixonante, este romance essencial do ocultismo fantástico, escrito em 1842 e agora repaginado pela EDITORA DO CONHECIMENTO, nos leva a refletir sobre muitas questões de ordem moral ligadas a difíceis decisões que se apresentam em nosso percurso no decorrer da vida, deixando-nos marcas indeléveis.


Conheça mais sobre esta obra clicando aqui.

Compartilhe:

  

Você também poderá gostar de:

         


Era uma vez um espírita

Paz e Amor, Bicho!